Nova Prata, sexta-feira | 05 de junho de 2020

Prefeitura Municipal de Nova Prata

This is an example of a HTML caption with a link.

Mobilização engaja e orienta cidadãos

Última atualização em 14/02/2018 16:08:03

 

Foi realizada pela Secretaria de Assistência Social na quarta-feira, 18 de maio, uma mobilização contra a exploração e o abuso sexual de menores.

 

A mobilização que aconteceu na Praça da Bandeira, contou com a participação de representantes das escolas do município. O secretario Ronaldo Bernardi falou sobre o porquê de este evento estar sendo realizado e a importância da denúncia.  Após foi realizada uma caminhada em torno da praça, e distribuídos panfletos para os pedestres que passavam por lá.

 

Também aconteceram mobilizações nos bairros onde as escolas participaram contra a exploração e o abuso sexual de menores.

 

Por que 18 de maio?

 

Em 1973 um crime bárbaro chocou o Brasil. Seu desfecho escandaloso seria um símbolo de toda a violência que se comete contra as crianças.

 

Com apenas oito anos de idade, Araceli Cabrera Sanches foi sequestrada em 18 de maio de 1973. Ela foi drogada, espancada, estuprada e morta por membros de uma tradicional família capixaba. O caso foi tomando espaço na mídia. Mesmo com o trágico aparecimento de seu corpo, desfigurado por ácido, em uma movimentada rua da cidade de Vitória (ES), poucos foram capazes de denunciar o acontecido.

 

A capital do estado era uma cidade marcada pela impunidade e pela corrupção. Ao contrário do que se esperava, a família da menina silenciou diante do crime. Sua mãe foi acusada de fornecer a droga para pessoas influentes da região, inclusive para os próprios assassinos.

 

Apesar da cobertura da mídia e do especial empenho de alguns jornalistas, o caso ficou impune. Araceli só foi sepultada três anos depois. Sua morte ainda causa indignação e revolta.

 

Com o objetivo de mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, 18 de maio foi estabelecido como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Apenas no ano de 2014 foram registradas 24.575 denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes no Brasil. Desses casos, 19.165 foram de abuso e 5.410 de exploração sexual infantil.

 

Dados como esses, divulgados pelo Disque Direitos Humanos, evidenciam como é importante combater essa realidade. E maio é o mês dessa luta.

 

 

© Todos os direitos reservados - www.novaprata.rs.gov.br
Webprata